18 de jun de 2012

Governo cancela novamente reunião com o ANDES: É a hora de paralisar a UFRGS!


Mais uma vez, o governo 'Dilmá' deu uma amostra do seu autoritarismo com os professores em greve de todo Brasil. A  reunião para negociação foi desmarcada, ou seja, o governo estendeu para semana que vem uma possível resolução da greve e do semestre de milhões de estudantes!

Essa postura exige que as mobilizações aumentem! 

Na UFRGS, a possível greve dos professores foi o assunto do dia hoje. As mobilizações estão crescendo a partir dos servidores, que realizaram assembleia no turno da manhã; de diversos terceirizados ligados a empresa Elo, que colaram cartazes chamando paralisação devido ao descaso da empresa com o salário dos trabalhadores e a partir dos professores que fizeram diversas reuniões nos Institutos e Departamentos, além de uma ótima aparição visual convocando a paralisação de amanhã.


Os estudantes estão organizados junto com o Comando Estudantil de Mobilização, que amanhã estará realizando atividades em diversos Campi.  Na Letras e na Pedagogia, a galera irá organizar reunião, além de panfletagens que vão ocorrer em vários locais! No IFCH, ativistas da ANEL colaram cartazes com frases para chamar a atenção dos estudantes... Se organize, junte-se a nós, amanhã a partir das 7h30 em todos os campi:



VAMOS LUTAR, EM DEFESA DA EDUCAÇÃO!


Abaixo leia a nota do ANDES-SN, publicada no site da CSP-Conlutas


Mesmo após ter se comprometido em apresentar nesta semana uma proposta para a reestruturação da carreira dos professores federais, o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, entrou em contato, por telefone, com a presidente do ANDES-SN, Marina Barbosa, na manhã desta segunda-feira (18) para cancelar a reunião agendada para amanhã, 19.

O encontro desta terça-feira (19) foi marcado durante a última reunião entre o ANDES-SN, representantes do governo e de demais setores da educação, ocorrida no dia 12.

O secretário da SRT/MP argumentou que não houve condições de organizar uma reunião com toda a equipe do governo para que fossem discutidas as propostas e seus impactos financeiros para 2013.

Ainda acrescentou que, em função da Rio+20, há dificuldade de reunir, nesta semana, os representantes de diferentes esferas do governo como, por exemplo, o Ministério da Fazenda.

Mendonça terminou dizendo que a reunião deve ocorrer na próxima semana, mas ainda não era possível indicar uma data.

A presidente do ANDES-SN solicitou que a suspensão da reunião, determinada pelo governo, fosse oficializada ao Sindicato Nacional por escrito (veja aqui). Marina argumentou que tal atitude irá gerar uma reação na base porque “mais uma vez o governo não cumpre os prazos por ele mesmo anunciados”.

“A reunião do Comando Nacional de Greve irá avaliar o quadro e definir seus passos nacionais. Aguardamos agora a convocação para a próxima reunião. A responsabilidade está com o governo”, acrescentou.


O CNG realizará um ato amanhã, a partir das 9 horas, em frente ao anexo C do Ministério do Planejamento. As atividades de vigília, já indicadas pela base para acontecer amanhã, durante a reunião, por todo o país, serão transformadas em manifestações de protesto dos professores em greve, contra mais um descumprimento de prazo por parte do governo.

Fonte: ANDES-SN