12 de jul de 2013

Trocamos pastéis por sonhos!



A UFRGS, como diversas Universidades do Brasil, tem sido atacada pela implementação do REUNI, um projeto de expansão das Universidades Federais que, em sua essência, prevê a precarização do ensino público. Sentimos ao longo dos anos que os espaços estudantis foram reduzidos apenas às salas de aulas, sem contar que estas nem sempre estão disponíveis. O concreto e os estacionamentos tomaram conta dos campus e as salas que antes e historicamente pertenciam aos estudantes foram fechadas ou concedidas para bares e bancos que usufruem do espaço público e privatizam o seu uso em detrimento do seu lucro.

O antigo Bar da FACED (Faculdade de Educação da UFRGS) é um exemplo destas decisões arbitrárias, sendo o espaço que antes pertencia ao diretório acadêmico subtraído e privatizado por um bar que durante anos permaneceu ali. No mês de junho, esse Bar, que já devia meses de aluguel para a Unidade, foi desocupado. Logo, os estudantes se mobilizaram para retomar este espaço, realizamos assembleias e reuniões para articular ações em conjunto com diversos diretórios e centros acadêmicos, estando sempre a ANEL presente nesta organização.



Realizamos tentativas de diálogo, através de abaixo assinado e reuniões com a diretoria da FACED, e após estas intervenções, o espaço repentinamente foi ocupado por entulho, vários móveis e computadores estragados que encheram os estudantes de indignação. Perguntamo-nos se os móveis velhos e computadores estragados eram mais importantes de que a presença e reivindicações dos estudantes. Então, no dia 10 de julho, o conjunto do movimento estudantil organizou com diversos estudantes de vários curso uma ocupação deste espaço, que se encontrava trancado. Organizamos uma festa junina e, durante esta, ocupamos o espaço e, rapidamente, retiramos o entulho da sala que foi armazenado no saguão do prédio.  

Nesse momento, cerca de 60 estudantes se revezam para ocupar e garantir que o espaço voltará para as mãos dos estudantes e que se atenderão as suas demandas para além da sala de aula. Queremos que esse espaço se torne um centro de vivência em que todos os alunos da UFRGS possam trocar suas experiências, participar de oficinas, palestras, mostrar sua arte, música, que seja um espaço lúdico, enfim, um reduto de cultura e um lugar para os estudantes.



Estamos nos organizando por assembleias que ocorrem duas vezes por dia e já temos um calendário com atividades para a próxima semana que garantirá a permanência, dando vida ao antigo bar. Não temos dúvidas de que este espaço já é nosso, lutamos para isso e a resistência às investidas da direção da unidade é expressa através dos nossos cartazes. Não queremos mais pastéis nem cafés a preços exorbitantes, não queremos que se torne entulho um espaço precioso diante da escassez de espaços para a convivência. Queremos e ocupamos para que os próprios estudantes façam o seu café e compartilhem dos seus sonhos!



            Convidamos @ tod@s a participarem deste movimento que é histórico para alunos dessa universidade! Ocupa FACED!

A ANEL apoia e constrói o movimento!

Pela retomada dos espaços estudantis!

Não à privatização dos espaços públicos! 

Pela imediata regularização do centro de vivências do centro gerido pelo DAFE (Diretório Academico da Faculdade de Educação)! 

Pela autonomia dos estudantes!